Competências Organizacionais: o que são e como desenvolvê-las em sua empresa

Sem tempo para ler?

As competências organizacionais refletem uma série de características responsáveis pela criação da cultura e identidade das empresas, com base em seus respectivos valores. Portanto, neste artigo, falaremos sobre o que são e como desenvolver essas competências essenciais para as organizações.

O que são competências organizacionais?

Competências organizacionais, ou core competences, são a combinação de conhecimentos e habilidades de uma corporação visando o benefício do negócio e dos clientes. Dentro desta combinação podem fazem parte recursos como: gestão de pessoas; gestão do conhecimento; processos e projetos;  modelos de negócio; produtos; valores, cultura, missão etc.

O que são competências organizacionais?

Qual a importância das competências organizacionais?

Estas competências são as responsáveis pela relevância da empresa no mercado, envolvendo todas as suas áreas. São as ferramentas que irão compor o portfólio da organização ajudando-a a construir e manter uma identidade própria.

Como surgiu o conceito de competências organizacionais?

O termo foi inicialmente utilizado pelo cientista, doutor em administração, Coimbatore Prahalad, após a publicação de um artigo, na década de 90. Os conceitos logo se espalharam e ainda hoje são fontes de estudo e aplicações nos ambientes organizacionais.

Como surgiu o conceito de competências organizacionais?Coimbatore K. Prahalad

Competências organizacionais e individuais

Existem diferenças que merecem ser pontuas em relação à competência individual. Também chamada de competência profissional, essa competência é atribuída individualmente para cada colaborador, de acordo com o cargo que possui e o setor no qual atua.

As competências organizacionais, entretanto, são conjuntas, abordadas por toda a empresa ou toda a equipe etc., visando sempre os objetivos finais almejados pela organização.

Competências organizacionais e individuais

Competências organizacionais básicas e essenciais

Quais são as competências organizacionais? As competências organizacionais subdividem-se me dois grupos distintos: básicas e essenciais.

Competências organizacionais básicas

São também chamadas de fatores de qualificação. Trata-se de pré-requisitos que uma corporação necessita para manter-se operante no mercado, requisitos mínimos para que a empresa seja capaz de seguir sua produção.

É importante ressaltar que uma competência básica não entrega nenhuma exclusividade às empresas, haja vista o fato de que qualquer empresa que esteja em funcionamento é capaz de desenvolvê-las. Dizem respeito a nada mais que o  necessário para que a organização consiga começar a funcionar.

Por exemplo: uma loja de enxoval precisa estar numa boa localidade e ofertar um bom serviço de atendimento para continuar funcionando.

Uma competência básica atende às demandas existentes pelos clientes, como produtos e serviços de qualidade, atendimento eficaz, preços concorrentes e demais pontos que facilitem a obtenção de lucro da empresa, garantindo seu funcionamento.

Portanto, ainda que sejam competências significativas, as competências básicas não apresentam diferenciais de uma empresa em relação a outra. Todavia, os colaboradores devem estar sempre atentos na sua implementação e desenvolvimento.

Competências organizacionais essenciais

O que significa competências organizacionais essenciais? São competências que formam um conjunto de fatores que fazem com que a empresa se torne conhecida e única no mercado. Estas competências devem ser de difícil imitação, gerando valor para o cliente e contribuindo para o acesso a mercados exigentes.

Competências organizacionais classificadas como essenciais ajudam na organização, captação e fidelização de clientes. Assim, além de lucrar, a empresa passa a ocupar um lugar de destaque no mercado, ainda que alguns empecilhos aconteçam invariavelmente.

Por que isso acontece? Porque a empresa vai além das competências organizacionais básicas, aumentando seu alcance produtivo, valorizando os consumidores e ganhando preferência no mercado.

As competências organizacionais essenciais são implementadas com facilidade desde que a organização consiga entender e assimilar os comportamentos do seu público-alvo, além de demonstrar alguma liderança dentro daquele nicho no qual atua.

Ciente disso, as inovações em relação a produtos e serviços são gerenciadas e atribuídas, mostrando ao consumidor o quanto é essencial fazer alterações positivas naquilo que já vinha sendo entregue.

Após as inovações, a empresa reafirma sua posição no mercado, entregando confiança ao seu público e adquirindo confiabilidade entre os concorrentes.

Embora sejam essenciais, essas competências não são independentes. Para que seja eficaz, precisa atuar conjuntamente com as competências básicas. Uma depende da outra para que o resultado seja aquele almejado pela empresa.

Diferenças entre competência básica e competência essencial

A maior diferença a ser pontuada é o fato de que, enquanto a competência organizacional básica é a mesma em todas as empresas, a competência organizacional essencial dificilmente será.

O motivo? As empresas necessitam de um destaque entre a concorrência, sobretudo devido à competitividade no mercado. As qualidades e habilidades essencial devem sempre apresentar algum diferencial em relação às demais organizações, ainda que atuem no mesmo nicho.

Desenvolvendo habilidades organizacionais

Até agora você já sabe o que são competências organizacionais e como classificá-las. A seguir, trazemos  outras razões que merecem ser praticadas na rotina da sua universidade corporativa.

Invista no conhecimento sobre a persona do seu estabelecimento: identificando o que se espera do seu produto ou serviço fica mais fácil elaborar estratégias para alcançar a excelência. Mostre aquilo que será vendido/produzido como algo próspero, reforçando tarefas e competências.

Permita que os colaboradores ocupem mais espaços de criação e alinhe competências individuais e coletivas. Busque sempre reinventar e criar — o mercado é competitivo e as tarefas cada vez mais inovadoras, mas nunca impossíveis.

Como utilizar as competências organizacionais de forma estratégica

Como criar competências organizacionais? Estude as habilidades e formas de cooperação praticadas pela empresa atualmente e quais os resultados esperados. Em seguida, faça uma análise comparativa: o que falta para criar uma rotina mais eficiente e obter melhores resultados? Talvez você precise, por exemplo, redefinir ou reajustar produtos/serviços, fazer nova pesquisa de mercado, reajustar o público-alvo, rever o planejamento estratégico etc.

Como desenvolver competências organizacionais vencedoras?

Como desenvolver competências organizacionais vencedoras?

— Mapeando: como mapear competências organizacionais? É necessário que se faça uma identificação de quais competências a empresa já possui e quais precisarão ser desenvolvidas. Nesse momento entra o mapeamento como primeiro passo essencial para o triunfo da empresa.

— Treinando e desenvolvendo: nesta etapa fazemos o aprimoramento de competências já existentes. É primordial que as empresas tenham programas de treinamento, para desenvolver e qualificar os colaboradores. Possibilitando que a empresa se torne mais competitiva, uma vez que os funcionários possuem as ferramentas necessárias para impulsioná-la.

O investimento pode se dar através de cursos e incentivos para quem se dispuser a fazê-los. Há, inclusive, empresas que constroem instituições próprias, as universidades corporativas, para implementar ações voltadas ao treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores.

— Selecionando por competências: na etapa de mapeamento, após conseguirmos identificar quais competências faltam na empresa, podemos adotar como sistema para contratação de novos colaboradores, o sistema de seleção de competências.

Funciona da seguinte maneira: os recrutadores estudam as competências necessárias aos candidatos, selecionando-os através de competências que podem ser agregadas à equipe.

— Benchmarking: através desta estratégia, o colaborador faz um estudo de imersão numa empresa concorrente (indireta) e que atenda ao seu mesmo segmento. Esta ação é realizada em consenso com a outra organização, diferentemente de uma espionagem. Através desta análise o funcionário desenvolve ideias de como desenvolver novas competências na sua organização.

— Avaliando: o ideal é que se faça aprimoramento de competências já existentes e o desenvolvimento de novas competências. Este desenvolvimento não pode ser pausado, uma vez que a concorrência está sempre fazendo leituras dos diferenciais do mercado e implementando-os para seu benefício próprio.

Principais competências exigidas pelo mercado

Um bom currículo, uma formação superior e uma base de experiências não são mais considerados como principais diferenciais num processo de seleção. Os recrutadores analisam competências organizacionais, técnicas e comportamentais.

Comunicar-se com os outros de forma não-violenta, saber trabalhar em equipe, agir com inteligência emocional, demonstrar capacidade de enfrentar adversidades, inovar, ser proativo, propor soluções; todas essas características são atualmente avaliadas fora do modelo tradicional padrão de recrutamentos.

Obter destaque em meio a um mercado competitivo é um desafio cada vez maior. Todavia, desenvolvidas as competências organizacionais necessárias, o trabalho se torna mais prático e a empresa passa a ser inteira sustentada em cima de alicerces repletos de diferenciais.

Conclusão

Obter uma posição de destaque em um espaço tão concorrido é um trabalho bastante desafiador, mas nem por isso impossível de ser realizado.

Uma vez consciente das competências organizacionais, a empresa constrói novos pilares e entrega um produto/serviço cada vez mais eficaz e produtivo. Junto a isso, os colaboradores passam por processos de treinamento e desenvolvimento que proporcionam uma atuação independente e positiva.

Agora que você sabe quais são as competências organizacionais e como desenvolvê-las na sua empresa, que tal começar o próximo passo?

Go Learning!

O Go Learning é uma Universidade Corporativa gratuita, da Keeps, pensada para você, que está sempre se capacitando para capacitar o seu time. No Go Learning você pode aprender com grandes referências da área de T&D e RH, Design Instrucional e muito mais.

Lá você encontra formatos inteligentes de conteúdos, como pílulas do conhecimento (pulses) e cursos (missões), em um ambiente simples e altamente interativo.

Quer saber mais? Inscreva-se no Go Learning e venha conhecer o seu novo destino de aprendizagem!

Contato

Relacionados

20/05/2022
Análise de causa raiz é uma metodologia que pode ser utilizada e adaptada a vários setores e ocas...
16/05/2022
No cotidiano organizacional é natural que alguns desafios aconteçam, afinal, erros e problemas se...

TRAGA A SUA EMPRESA PARA

A MELHOR LXP DO BRASIL

Capacite mais, em menos tempo e com menor custo.