Entre em contato: +55 (48) 99169-2112

Job rotation: o que é e como funciona nas empresas

 Por: |  Publicado em 06/10/2021 |  Atualizado em 07/10/2021 |  Tempo de leitura 5 minutos

job rotation

Job rotation

Empresas que conseguem enxergar os colaboradores para além da característica de meros indivíduos, consideram suas habilidades e competências como partes importantes e pontuais. Através dos programas de T&D, o colaborador pode desenvolver-se em determinada área. Assim, além de ser um especialista, poderá obter amplo conhecimento, uma vez que esse mesmo colaborador será capacitado em diversas áreas de uma mesma empresa. Esse é o fundamento do job rotation, como analisaremos a seguir.

O que é Job Rotation?

Job rotation é uma expressão em inglês que pode ser livremente traduzida como rodízio/rotação de trabalho. Trata-se de uma prática que muitas organizações passaram a adotar, ampliando e utilizando o aprendizado dos colaboradores dentro da organização.

Após o período inicial de contratação, o colaborador vivencia um período no qual passa pelos diversos setores da empresa. No intuito de conhecer como a organização funciona de modo geral. Este tipo de experiência pode ocorrer tanto voluntária quando obrigatoriamente, quando funciona como parte do processo de onboarding dos recém-contratados.

Este processo de rotação acontece usualmente em programas de estágio e trainee, período quando os aspirantes às vagas conhecem a empresa como um todo. Através do job rotation, aprendem sobre as áreas nas quais pretendem trabalhar e os destaques dentro de cada uma delas. O que é vantajoso tanto para a empresa quanto para o futuro colaborador.

Quais os benefícios/vantagens do Job Rotation?

Quais os benefícios do Job Rotation

Aplicar o job rotation na sua empresa é sempre visto como um benefício para todas as partes. Quando a empresa precisa de um novo profissional para atuar em alguma nova posição, antes de procurar no mercado, o quadro de colaboradores internos pode apresentar alguém que se encaixe exatamente no cargo. Neste caso, além de economizar no processo de seleção, prevalece a contratação de um colaborador que talvez futuramente buscasse oportunidades junto aos concorrentes. Os benefícios do job rotation não param por aí, como mostraremos a seguir:

Otimização na formação de colaboradores

Aplicando o Job rotation na organização, os colaboradores de empenham para demonstrar os melhores resultados de suas produções, visando serem encaixados na melhores vagas disponibilizadas. Assim, todas as práticas de T&D serão melhor executadas, individual e coletivamente. A empresa pode prezar pelo desenvolvimento de hard skills e soft skills, gabaritando profissionais com melhores níveis no mercado.

Integração empresa x colaborador

Havendo comunhão da empresa e seus colaboradores, o ambiente corporativo passa a ser mais completo. Isto faz com que os trabalhos sejam realizados com maior fluidez, trazendo aos colaboradores a sensação de pertencimento. Um espírito de time, que veste a camisa da empresa e se engaja nas atividades.

Desde que perceba, é claro, que todo o talento empenhado está sendo devidamente reconhecido. Mas quando há essa integração de fatores, é certo que melhora-se a produtividade e a qualidade do trabalho desenvolvido.

Descoberta de talentos em diferentes setores

Uma equipe que atua através de colaboradores desempenhando as funções exatas paras as quais foram designados sempre será fonte de acertos em suas propostas. Poder contar com uma equipe que pensa e atua estrategicamente é essencial para que os gestores sejam respaldados com segurança ao decidir acerca de determinados projetos.

Se a empresa utiliza o job rotation com frequência, certamente encontrará os colaboradores melhor preparados para atuar em sua gestão e contar com a contribuição e conhecimentos que ainda não foram tidos como proveitosos.

Como implementar o Job Rotation na sua empresa?

Etapas do Job Rotation

Analisadas as vantagens do job rotation, saiba como implementar esta metodologia em seu ambiente corporativo:

Avaliação de competências dos colaboradores

Todos os colaboradores das equipes de todos os setores devem ter seus perfis analisados. Isto, para que sejam devidamente encaminhados para o melhor setor no qual suas competências se encaixem, depois de analisados os resultados finais e também individuais. Nesta etapa, cabe ao RH, uma vez ciente do perfil de cada colaborador,. Ou seja, traçar um plano de carreira para cada um. Portanto, definindo quais as responsabilidades conversam melhor com a possibilidade de melhores caminhadas durante o job rotation.

Desenvolvimento de um processo lógico

O processo de rotação não é um processo aleatório. Todas as fases são logicamente planejadas e encaixadas nas necessidades e expectativas da empresa e do colaborador. O RH, conhecedor de todos os setores da empresa, elabora uma rota que veicule todos os departamentos. Assim, os colaboradores poderão aproveitar todos os processos de modo conexo, aprendendo de modo mais amplo e expandindo o conhecimento.

Para que esta estratégia funcione, o job rotation deve seguir a ordem lógica acima mencionada, deixando por último as setores mais complexos. Isto posto, o aprendizado anteriormente adquirido facilitará o entendimento posterior das atividades de maior complexidade.

Definição de mentores e separação de setores

Aplicar o job rotation na empresa pode ser facilitado caso seja nomeado um mentor entre os colaboradores. Nesse caso, prezando pela soma de competências, expansão de conhecimentos de forma colaborativa e trocas de experiências.

Análises de resultados pós Job Rotation

Na finalização desse processo, é chegada a hora de medir os resultados. O RH é responsável por mensurar o processo em todas as suas etapas, fazendo levantamento do que foi ensinado e do que não foi suprido. Os colaboradores participantes devem expor ao RH os setores nos quais encontraram mais afinidades e, por fim, toda a avaliação final é utilizada como feedback para os gestores das equipes.

Incontestável, portanto, o quanto o Job Rotation pode ser um processo vantajoso para a empresa e seus colaboradores.

Gostou do nosso conteúdo?

Visite o Blog do T&D e RH para ter acesso aos artigos diários que abordam os mais variados temas desse universo. Se você é uma Gestora, Coordenadora, Analista, trabalha com Educação Corporativa ou é aficionada por Tecnologia, está no lugar certo.

— Ah, e se você for um Gestor, Coordenador, Analista… claro que também é bem-vindo.

A Keeps é um lugar de todos, assim como deve ser a Educação.

E como EdTech que somos, investimos também na criação de cursos gratuitos e certificados, através do Go Learning (Universidade Corporativa da Keeps), porque acreditamos que nosso melhor marketing é o Conhecimento.

Agora, se você quiser conhecer as soluções que desenvolvemos para transformar as práticas de Educação Corporativa, descubra o Konquest, o GameUp e o SmartZap, traga a sua empresa e se aventure de vez no mudo LXP.

Na Keeps, multiplicar conhecimento é o grande Desafio em qualquer Trilha de Aprendizagem. Então chega mais nesse “Study Rotation” e você escolhe por onde começa!

Venha conhecer nossas soluções.

Relacionados

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Todo mês temos um conteúdo exclusivo para você.

Muito obrigado!

×