keeps logo
Desenvolvendo e impulsionando conhecimento

Modelos de gestão: conheça os mais utilizados

Início » Modelos de Gestão » Modelos de gestão: conheça os mais utilizados

Gerir pessoas pode parecer ter um significado óbvio, mas engloba um conceito que vai muito além de formar colaboradores para um bom desempenho no ambiente de trabalho. A ideia de que as pessoas devem ser a principal fonte de capital de uma organização está na base da gestão de pessoas. Por causa disso, especialistas criam, constantemente, novas e mais eficazes estruturas de gerenciamento que beneficiam tanto as empresas quanto seus próprios colaboradores. É fundamental alinhar os dois conceitos para que a organização tenha sucesso em seus processos. Logo, a escolha do modelo terá influência nos procedimentos que a equipe responsável pela gestão de pessoas irá desenvolver.

O que é modelo de gestão?

Os modelos de gestão são formas eficazes de uma organização gerenciar seu capital humano.

Existem vários modelos para a realização desta ação, alguns mais recentes, outros mais antigos e cada um com vantagens e desvantagens.

Todavia, qualquer que seja o modelo de gestão, sempre terá um conjunto de princípios que servirão de guia sobre como os cargos de liderança, responsabilidades e informações devem ser distribuídos em uma empresa, de modo que seja eficaz a padronização dos processos.

Quais são os modelos de gestão?

Existem muitos modelos de gestão diferentes, cada um com suas características únicas.

Enquanto alguns são mais colaborativos, outros nem tanto. Conheça quais os modelos de gestão mais utilizados e como escolher o melhor modelo de gestão para sua empresa!

Modelos de gestão: conheça os mais utilizados

Gestão Democrática

Como o próprio nome sugere, esse tipo de gestão, também conhecida como gestão participativa, dá peso à opinião dos envolvidos no processo decisório e no planejamento das ações.

Isso leva a um maior envolvimento entre líderes e colaboradores, pois a voz de todos é valorizada e a comunicação é aberta.

Todavia, mesmo quando há uma boa comunicação, podem ocorrer muitas divergências entre os membros da equipe, o que pode levar a discussões acaloradas.

Nessa situação, os líderes devem saber se comunicar de forma eficaz com seus colaboradores e evitar que situações comprometam o clima organizacional.

Gestão Meritocrática

O modelo de gestão meritocrático é aquele que tem o potencial de dividir opiniões. Isso porque são avaliados o desempenho geral de cada colaborador e o desempenho individual, semelhante a uma gestão de desempenho.

Com isso, há um estímulo ao crescimento e desenvolvimento interno, pois o colaborador quer se destacar e passa a ser reconhecido.

Ao mesmo tempo, ele está ciente de que o sucesso é uma função do esforço individual.

Mas como nem todo mundo sabe como lidar com a competição em um ambiente profissional, essa estratégia também pode estimular uma alta competição interna e influenciar o desempenho da equipe.

Gestão com foco em resultados

Como a ênfase aqui está nos resultados rápidos, um gerente mais impaciente provavelmente apreciará este modelo de gestão.

É uma estratégia utilizada por empresas que passam por situações difíceis e precisam agir rapidamente, sem pensar muito em planos de longo prazo.

Nesta situação, os colaboradores que apresentam alto desempenho e velocidade podem receber privilégios internos.

A desvantagem é que, embora o resultado imediato seja a meta, os gerentes devem ter cuidado para não tomar ações que se desviem dos procedimentos éticos da empresa.

Gestão com foco em processos

Um modelo de gestão com foco em processos é exatamente o oposto do modelo anterior, pois seu principal objetivo é a execução de planos e processos da forma mais eficaz possível.

Tudo nessa situação precisa ser pensado, executado e desenvolvido com muito cuidado; se demora ou não, não importa. Estar bem organizado é fundamental.

Embora haja menos chances de erro com esse modelo de gestão, uma desvantagem é que os líderes devem prestar muita atenção para garantir que os processos não sejam excessivamente rígidos.

Ao mesmo tempo, também exige mais habilidade, pois até os mínimos detalhes devem ser cuidadosamente considerados, visto que são essenciais para garantir o sucesso nos resultados.

Gestão autocrática

Mesmo sendo altamente controverso, esse modelo de gestão possui aspectos positivos e negativos.

O lado bom é que, como a decisão foi tomada por uma pessoa, o gestor individual assumirá todas as responsabilidades, enquanto a equipe não será afetada caso surjam erros de processo ou problemas estruturais.

A falta de voz da equipe sob este modelo de gestão é outro efeito colateral. Caso existam colaboradores e questionadores mais ativos que tendem a bater de frente com alguma decisão específica, a liderança tenderá a passar por cima deles.

Além disso, os gestores devem ter extremo cuidado para não confundir autoridade com excesso de poder e cometer abusos.

Gestão por Cadeia de valor

Esse modelo de gestão é bem descrito pela frase “forneça valor ao seu negócio”, pois se baseia no atendimento das necessidades e expectativas de cada cliente.

É como se um atendimento mais individualizado estivesse sendo prestado, pois o negócio se adapta a essa realidade e desenvolve cada estratégia levando em consideração as necessidades únicas do cliente.

Como as tarefas serão sempre baseadas no perfil de cada cliente, é fundamental que os gestores tenham colaboradores experientes e versáteis para se adaptarem às diferentes rotinas. Podemos dizer que os líderes com esse perfil não costumam seguir procedimentos estabelecidos, mas são flexíveis.

Gestão por desempenho

Para atingir os objetivos da empresa, a abordagem de gerenciamento por desempenho concentra-se em maximizar o desempenho e a contribuição dos colaboradores.

Com esse tipo de gestão, é possível melhorar a produtividade da empresa e alcançar o sucesso almejado por meio do uso eficaz do capital humano.

Gestão por competências

O paradigma do modelo gestão por competências é amplamente utilizado. Nesse modelo de gestão, o principal objetivo é utilizar as competências técnicas e comportamentais de cada colaborador para formar equipes de alta performance.

A gestão por competências leva em consideração todas as competências dos colaboradores, tanto profissionais quanto pessoais.

Gostou desse conteúdo?

Gostou desse conteúdo?

Se você curtiu o nosso conteúdo sobre a modelos de gestão, separamos duas dicas para você:

1 – Visite o Blog da Keeps e confira dezenas de conteúdos sobre T&D e RH, Gestão, Liderança, Resolução de problemas, Tecnologias Educacionais, Educação Corporativa e muito mais!

2 – Conheça o GO LEARNING: uma Universidade Corporativa gratuita, voltada para T&D e RH, onde você encontra diversos cursos (missões) e conteúdos de microlearning (pulses) desenvolvidos pelos melhores profissionais, em parceria com a Keeps.

Tudo dentro de uma experiência LXP de ensino e com emissão de certificados.

Então, tá esperando o quê? Vem pra Keeps e descubra o nosso jeito simples de capacitar!

Perguntas frequentes sobre modelo de gestão:

O que são modelos de gestão?

Modelos de gestão são formas e métodos através dos quais uma empresa guia seu capital humano, ou seja, os colaboradores.

A depender da forma como a empresa busca realizar essa administração, existem vários modelos de gestão que ajudam a obter melhor resultados. Cabe então aos gestores, analisarem e definirem o que me melhor se encaixa às suas demandas e alinhamentos.

Quais os principais modelos de gestão?

Gestão Democrática: dá peso à opinião dos envolvidos no processo decisório e no planejamento das ações.
Gestão Meritocrática: são avaliados o desempenho coletivo de cada colaborador e o desempenho individual.
Gestão com foco em resultados: é uma estratégia utilizada por empresas que passam por situações difíceis e precisam agir rapidamente, sem pensar muito em planos de longo prazo.
Gestão com foco em processos: tudo precisa ser pensado, executado e desenvolvido com muito cuidado; se demora ou não, não importa. Estar bem organizado é fundamental.
Gestão autocrática: como a decisão é tomada por apenas uma pessoa, o gestor individual assumirá todas as responsabilidades, enquanto a equipe não será afetada caso surjam erros de processo ou problemas estruturais.
Gestão por Cadeia de valor: é bem descrito pela frase “forneça valor ao seu negócio”, pois se baseia no atendimento das necessidades e expectativas de cada cliente.
Gestão por desempenho: concentra-se em maximizar o desempenho e a contribuição dos colaboradores. 
Gestão por competências: o principal objetivo é utilizar as competências técnicas e comportamentais de cada colaborador para formar equipes de alta performance.

Gustavo Formighieri
Possui graduação em Ciências da Computação e é especialista em Gestão de Projetos e Marketing Digital pela FGV, hoje atuando como fundador de COO da Keeps, ajudando as empresas a implantar e operacionalizar processos e ferramentas para capacitação dos colaboradores.
Continue sua pesquisa
Pesquisar

Está com alguma dúvida? ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

Relacionados

Converse com nossos especialistas

Descubra como nossa plataforma pode transformar sua equipe e impulsionar o crescimento da sua empresa. Agende agora uma demonstração exclusiva e veja como podemos lhe ajudar: