Entre em contato: +55 (48) 99169-2112

Pirâmide de Maslow: a Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas

 Por: |  Publicado em 19/07/2021 |  Atualizado em 18/11/2021 |  Tempo de leitura 9 minutos

A Pirâmide de Maslow é um conceito difundido pela Psicologia, que nos últimos tempos passou a ser aplicado como forma de gestão do conhecimento e de Recursos Humanos, bastante utilizado para definir estratégias dentro e fora das empresas. Surge como um lembrete: colaboradores são pessoas com necessidades e diferentes níveis de satisfação. Para saber mais, continue lendo o nosso artigo.

O que é a Pirâmide de Maslow e como surgiu?

A Pirâmide de Maslow, também chamada de Teoria da Hierarquia das Necessidades Humanas, tem como fundamento o princípio de que a motivação de uma pessoa e seus níveis de satisfação, podem ser baseados numa relação hierárquica direcionada que apresente as necessidades humanas.

Quem criou a Pirâmide de Maslow?

Criada pelo psicólogo humanista norte-americano Abraham Maslow, a pirâmide foi idealizada em cima de estudos do comportamento humano. Inicialmente, a pesquisa de Maslow foi feita com macacos, onde foi analisado que seu comportamento era alterado conforme determinadas necessidades fisiológicas. Quando não eram alimentados, por exemplo, tornavam-se agressivos; após comerem, tornavam-se dóceis.

Sexualidade e dominância entre macacos e humanos também foram objetos da pesquisa, cujas conclusões foram publicadas em sua obra Teoria da Motivação Humana, de 1954, onde a Pirâmide de Maslow foi ilustrada pela primeira vez. De acordo com a Teoria da Hierarquia das Necessidades, as necessidades das pessoas se sobrepõem umas às outras hierarquicamente. Desta forma, superada uma necessidade, a motivação é direcionada para uma próxima necessidade, realizando então seus objetivos.

Qual o objetivo da Pirâmide de Maslow?

A Pirâmide de Maslow tem como foco entender as necessidades dos seres humanos e estudar, especificamente numa corporação, como os colaboradores são impactados naquele ambiente.

Com o desenvolvimento da pirâmide, o gestor consegue assegurar que os interesses dos colaboradores estejam alinhados aos interesses da empresa, procurando entregar caminhos através dos quais todas as partes envolvidas tenham suas necessidades atendidas.

O que a Pirâmide de Maslow representa?

A Pirâmide de Maslow representa as necessidades humanas, das mais básicas às mais complexas. As pessoas possuem conjuntos de necessidades diferentes que se impõem umas sobre as outras, todas elas passíveis de classificação.

Maslow expõe os fatores de satisfação do ser humano em cinco níveis, dispostos hierarquicamente, cada um formando um grupo de necessidades determinantes para que as pessoas atinjam suas satisfações pessoais e profissionais.

O fato de ter uma representação através do desenho de uma pirâmide é um parâmetro a ser seguido para progressão dos níveis, da base até o topo.

O que é a Pirâmide de Maslow?

Quais as necessidades expostas da Pirâmide de Maslow e seus níveis?

As escalas da pirâmide de Maslow são representadas de maneira didática e funcional. As necessidades são detalhadas da base até o topo, como destrincharemos a seguir.

Fisiológicas (base) — são as prioridades, as necessidades do organismo humano, como respirar, se alimentar etc.

Segurança (segunda camada) — são as estabilidades básicas, como segurança de saúde, segurança da família, segurança física em casos de violência — tudo vinculado à autopreservação.

Sociais (terceira camada) — faz relação direta com nossos vínculos sociais, amizades, família, amor e demais ambientes de sociabilidade e pertencimento.

Estima (quarta camada) — para se sentir competente e respeitada, a pessoa precisa receber retornos positivos e incentivos, desenvolvendo sua estima e sendo valorizadas, seja no ambiente pessoal, seja no ambiente profissional.

Autorrealização (topo) — nível focado em superação de desafios. Desenvolver autonomia decisória, ter flexibilidade, atuar com aquilo que deseja etc.

Sobre os cinco níveis da pirâmide, é válido pontuar que:

  • Necessidades de autorrealização são impossíveis de serem satisfeitas, posto que não se trata de necessidades estáticas, uma vez que sempre surgem novas metas e objetivos
  • Necessidades fisiológicas são as mais simples de serem satisfeitas, pois são necessidades básicas inerentes ao ser humano desde que nasce.
  • Ao conquistar variados componentes de uma mesma necessidade, a pessoa automaticamente sente-se mais apta para atingir as próximas etapas.
  • Quando uma necessidade não consegue ser satisfeita, às vezes gera frustrações e comportamentos negativos, o que pode interferir diretamente em sua produção no ambiente organizacional.

3 outras Necessidades da Pirâmide de Maslow

Além das necessidades existentes na pirâmide, Maslow identificou outras três delas em seus estudos posteriores, quais sejam:

  • Aprendizado – aspirações por aprender e tender a realidade ao redor.
  • Satisfação estética – deve ser atendida a procura pela beleza, pela simetria e pela arte como um todo.
  • Transcendência – a necessidade de se espiritualizar através do contato racional com um poder maior.

Um dos pilares para uma gestão humanizada é justamente uma postura compreensiva do líder em relação ao colaborador. Quebrar as lacunas entre líderes e participantes da equipe é fundamental. Identificando as necessidades dos colaboradores da organização, com a abertura para uma comunicação mais aberta e horizontalizada, a empresa obterá ganhos importantes.

Como funciona a Pirâmide de Maslow?

De acordo com a pirâmide, as necessidades são satisfeitas uma de cada vez. Segundo Maslow, o ser humano só sente necessidades de níveis hierárquicos mais altos quando as necessidades consideradas mais básicas já estão satisfeitas (ou parcialmente satisfeitas).

Seguindo essa lógica, uma pessoa não buscará concretizar uma necessidade de autorrealização quando suas necessidades sociais ainda não foram nem um pouco saciadas.

A Pirâmide de Maslow é uma ferramenta essencial para que o RH da organização consiga situar seus colaboradores que, caso estejam em níveis superiores da pirâmide estarão, consequentemente, produzindo e alcançando melhores espaços dentro do ambiente organizacional.

A pirâmide funciona como termômetro para que os gestores consigam entender o lugar que o colaborador ocupa, de fato, na sua carreira, e o que precisa para seguir realizando seu trabalho naquele momento.

Qual a importância da Pirâmide de Maslow?

Para que uma organização esteja apta a entregar e manter um ambiente capaz de atender às necessidades básicas de seus colaboradores, a exemplo das necessidades fisiológicas e de segurança, é importante que encontre métodos para garanti-las.

A importância da Pirâmide de Maslow no ambiente corporativo vem a partir da necessidade dos gestores de compreender em qual dos seus degraus os colaboradores encontram-se. Deve ser analisado, por exemplo, se existe desmotivação, qual a origem dessa desmotivação, quais necessidades não estão sendo atendidas e quais são os métodos a serem aplicados para atendê-la.

Aplicar a Pirâmide de Maslow é um mecanismo através do qual todas as questões e suas fontes podem ser estudadas e solucionadas. Percebendo que existe foco da corporação em agir positivamente, o colaborador automaticamente sente-se motivado a alcançar os próximos degraus da pirâmide.

É importante também para que a organização entenda os seus clientes, qualificando o desempenho do produto/serviço entregue e entendendo os anseios, as motivações e demais prioridades do consumidor imediato.

Quais os níveis e as necessidades da Pirâmide de Maslow?

Como aplicar a Pirâmide de Maslow

A teoria das hierarquias e seus princípios podem auxiliar seu negócio, especificamente se analisarmos seu potencial de esclarecimento para os interesses do público. A seguir, algumas dicas específicas de como aplicar a pirâmide de Maslow em uma empresa:

Motivações

Conhecer as expectativas do seu público é fundamental. Sabendo os anseios do indivíduo, pode ser trabalhada um estratégia de aproximação e em seguida oferecer soluções que façam a diferença esperada. As necessidade do público estão diretamente vinculadas às produções que a empresa oferta, por isso, o conhecimento sobre o colaborador, gestor e clientes ajuda a orientar os projetos da organização.

Compreensão do comportamento/ gestão de clientes

Elaborar procedimentos que estudem as melhores formas de atrair ou abordar o consumidor é uma estratégia que se concretiza após ser feito o estudo das necessidades que motivam aquele indivíduo. É preciso entender que a pessoa sempre busca satisfação de suas necessidades e “subir” na pirâmide. Todavia, é sempre válido observar os casos específicos onde campanhas excessivamente motivacionais não serão bem recebidas.

Alinhamento estratégico de marketing/vendas

De acordo com a Pirâmide de Maslow, nas áreas de marketing e vendas, é recomendado evitar contextos excessivamente racionais. O lado emocional do indivíduo é o que mais influencia em suas decisões e comportamentos, ou seja, para além daquilo que o cliente enxergar, a estratégia deve ser montada com base nas suas respostas emocionais e, claro, nas necessidades daquele público.

Desenvolvimento de produtos e serviços

Devem ser atendidas as expectativas dos clientes, esta é a base fundamental. Coordenar o mapeamento dos produtos e serviços com os anseios do público é garantia de maior chance de sucesso. Estudando sua persona, você conseguirá desenvolver soluções que despertem a curiosidade das pessoas e, consequentemente, motivá-las a adquirir seu produto.

Gestão de pessoas

Utiliza-se a Pirâmide para melhorar a experiência do colaborador em todos os seus níveis. Garantir sua saúde, descanso, plano de carreira, garantia de estabilidade, promover integração entre as equipes, promoções, aumento de salário até que se conquiste autonomia e realizações profissionais.

Para a gestão de pessoas, a pirâmide de Maslow pode auxiliar no desenvolvimento de ações de engajamento, atraindo e retendo talento para a empresa.

Conclusão

A Pirâmide de Maslow é referência estratégica de marketing, vendas e gestão, considerada um dos principais conceitos na evolução do relacionamento da empresa com seus públicos. Agora que você já sabe como executá-la, basta ter o cuidado em não aplicar seus princípios sem que haja possibilidade de flexibilizá-la.

Gostou do nosso conteúdo?

Então visite o nosso Blog ou inscreva-se no Go Learning, para ter acesso a uma centena de artigos, mais ima série de cursos gratuitos sobre o mundo de T&D e RH, Tecnologia e Inovação, Educação Corporativa e muito mais.

Aproveite para conhecer as nossas soluções LXP e descubra como o Konquest, o GameUp e o SmartZap estão transformando as práticas de Educação Corporativa.

São plataformas capazes de conectar a experiência de aprendizagem com a mensuração dos resultados. Ajudando as empresas na missão de inovar para Desenvolver e Impulsionar conhecimento.

Solicite uma Demonstração Gratuita da LXP da Keeps

Venha conhecer nossas soluções.

Relacionados

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Todo mês temos um conteúdo exclusivo para você.

Muito obrigado!

×