Processo de Aprendizagem: etapas e teorias

Início » Experiência de Aprendizagem » Processo de Aprendizagem: etapas e teorias

A soma de todos os elementos que vivenciamos, sejam eles culturais, sociais, psicológicos, cognitivos etc., são essenciais para o nosso processo de aprendizagem ao longo do tempo. Mas como utilizar esse processo de modo eficaz?

Continue lendo e descubra como o processo de aprendizagem funciona e pode ser aplicado na sua empresa!

O que é Processo de Aprendizagem?

O que é Processo de Aprendizagem?

O Processo de Aprendizagem, também chamado de Processo de Aprendizado, diz respeito ao método através do qual o conhecimento, os princípios e a competência de cada indivíduo são adquiridos.

Esse processo não tem fim, ocorre constantemente, desde que nascemos, permanecendo ao longo de nossas vidas, haja vista o fato de estarmos o tempo inteiro assimilando experiências.

Justamente por não sermos capazes de aprender acerca da inteireza de todas as coisas que existem, e principalmente por não termos a capacidade de absorver tanto conhecimento em tão pouco tempo, a aprendizagem se dá através de uma edificação, realizada por etapas, necessárias sobretudo para o desenvolvimento de uma cultura de aprendizagem.

Quando ocorre o processo de aprendizagem?

O processo de aprendizagem na capacitação começa a acontecer quando o colaborador inicia o seu desenvolvimento, aprimorando competências, habilidades e atitudes.

Esse desenvolvimento envolve os estilos de aprendizagem e é progressivo, passando por várias etapas, que procuram entender e adaptar a bagagem de experiências e conhecimentos do colaborador.

Aprender é uma constante na vida de todas as pessoas e na vida profissional não é diferente. Quanto mais atualizado o colaborador estiver dentro da sua área de trabalho, e quanto mais o lifelong learning for estimulado, mais fácil será evoluir na sua carreira e melhores resultados a empresa terá.

Então, havendo etapas a serem seguidas no processo de aprendizagem, é ideal que se analise todas, para que ao final todo o treinamento seja mais eficaz.

E como funciona o Processo de Aprendizagem?

O processo de aprendizagem é intrínseco ao desenvolvimento humano e se dá a partir do momento em que conseguimos relacionar o aprendizado aos comportamentos humanos. Mas como?

Através das funções cognitivas, as responsáveis por nossa capacidade de assimilar os conhecimentos e diminuir a curva do esquecimento. Como exemplo de algumas funções cognitivas, podemos citar:

E como funciona o Processo de Aprendizagem
  • Atenção: diz respeito à capacidade de direcionarmos nossa concentração para uma ideia selecionada.

  • Linguagem: utilizar-se das mais diversas formas de expressão na intenção de comunicar-se, seja de modo verbal ou não-verbal.

  • Percepção: diz respeito à capacidade de respondermos aos impulsos diante daquilo que sentimos e como conseguimos retratar o que é vivenciado.

  • Memorização: é o modo através do qual conseguimos gravar e viabilizar as informações adquiridas, recordando-as e sendo capaz de empregá-las.

  • Funções operacionais: dizem respeito às funções neuropsicológicas, funções que nos permitem programar e realizar obrigações diversas.

Como o Processo de Aprendizagem se divide?

Segundo a Programação Neurolinguística (PNL), criada por Richard Bandler e John Grinder, em 1970, o processo de aprendizagem se dá através de quatro etapas.

Mas antes de chegarmos a essa conclusão, existe também uma teoria, atribuída a Abraham Maslow, criador da Pirâmide de Maslow, na qual as necessidades humanas são divididas da seguinte forma:

  • autorrealização;
  • estima;
  • afeto;
  • segurança;
  • necessidades fisiológicas.

A pessoa só passa para o próximo estágio da pirâmide quando o anterior é concluído. Portanto, no processo de aprendizado, para que as competências sejam desenvolvidas, o indivíduo deve passar por 4 etapas.

E quais são essas fases do processo de aprendizagem?

Incompetência Inconsciente

Nesta etapa é onde tudo começa. O indivíduo não tem o discernimento necessário acerca daquela temática específica e esta percepção se dá apenas quando se depara com a novidade que demandará o conhecimento para que consiga lidar com a situação.

Quando acontece essa percepção, aí então a habilidade passa a ser desenvolvida e pode seguir para a etapa seguinte.

Incompetência Consciente

Uma vez que o indivíduo consegue notar que não está apto para atuar naquilo que o contexto pede, ele passa a estar consciente daquela incompetência. Como seguir?

Indo atrás de respostas, caminhando ao encontro de soluções e práticas que auxiliem no desenvolvimento do seu aprendizado. Após descobrir esses recursos, passamos para a terceira etapa.

Competência Consciente

Depois de conseguir praticar e entender aquilo que precisa para impulsionar seus próximos passos, realizar as tarefas necessárias passa a ser algo quase automático, dada a destreza adquirida por conta dos desempenhos anteriores.

Nesta etapa tudo acaba sendo feito de modo intuitivo, já não se reflete a respeito do processo, apenas realiza.

Competência Inconsciente

Quando o indivíduo consegue chegar nesta etapa, já ultrapassou todas as dificuldades e reforçou o aprendizado de modo reiterado. Houve erros e acertos, mas tudo acabou sendo solucionado.

Logo, a Programação Neurolinguística conclui que os defeitos e imprecisões estão presentes durante todo o procedimento de aprendizagem, mas através do exercício e da experiência, as etapas evolutivas são alcançadas e os objetivos são concluídos.

As 4 etapas do Processo de Aprendizagem na Educação Corporativa

Quando aplicadas à Educação Corporativa e ao desenvolvimento dos colaboradores, “as quadro etapas da competência” se dão da seguinte forma:

Incompetência inconsciente

Nessa etapa, os colaboradores ainda não têm as skills solicitadas para que atuem em um cargo ou função e não são conscientes dessa situação. Ou seja: não percebem que não sabem.

Aqui, o recomendado é que a empresa identifique, através de avaliações/análises/feedbacks quais são os gaps de conhecimentos e habilidades existentes e que precisam ser evoluídos.

Incompetência consciente

Essa fase demonstra a consciência porque o colaborador consegue enxergar os gaps não percebidos da fase anterior.

O colaborador entende que não possui as skills demandadas para cumprir suas funções de forma integral.

Esse momento do processo de aprendizagem é um momento delicado, pois pode gerar sentimentos de frustração e insegurança devido às restrições. Por isso, procure fazer do ambiente corporativo um espaço de acolhimento que impulsione e motive o colaborador a se desenvolver.

Competência consciente

Nessa terceira etapa, o colaborador já realizou o programa de T&D e foi capacitado para suprir os gaps de conhecimento e habilidades para atuar no seu cargo/função.

Porém, ainda assim, o colaborador precisa de um momento para focar e conseguir aplicar, de forma consciente, seus conhecimentos, e concluir determinada atividade com êxito.

Isso geralmente acontece através de repetições, revisões e constantes feedbacks que visam aperfeiçoar as competências.

Competência inconsciente

Aqui é a última etapa, onde os colaboradores já internalizaram integralmente todos os conhecimentos e habilidades que possuem.

As tarefas são executadas de modo quase instantâneo, não sendo necessário parar e raciocinar em cima de cada novo passo, pois a aplicação se dá de modo natural e intuitivo.

Todos esses estágios precisam ser abordados de uma forma diferente, de modo que permita aos colaboradores caminharem com conforto entre as etapas, para que cheguem à competência inconsciente alcançando a eficácia e a excelência.

Por isso, devem ser desenvolvidas estratégias de aprendizagem particulares, como a aprendizagem adaptativa, com análises contínuas e suporte aos colaboradores em todas as fases do processo de aprendizado.

Quais são as etapas do Processo de Aprendizagem?

Agora que chegamos até aqui, você talvez esteja se perguntando: como acontece o Processo de Aprendizagem?

Dentre as teorias de aprendizagem, destaca-se a desenvolvida por Victor Hugo Ferreira Junior, que trata das etapas para assimilação de conteúdo. Assim, são consideradas etapas do processo de aprendizagem:

Compreensão

Como funciona o processo de aprendizagem no cérebro? Para saber qual a relação da aprendizagem com o desenvolvimento cognitivo, foram criadas teorias dedicadas a estudar as capacidades mentais dos indivíduos.

É quando se tem acesso ao aprendizado, quando você dá início a um curso, por exemplo. Você está caminhando de encontro ao conhecimento, rumo à intenção de aprender e entender o que será entregue durante o processo de aprendizagem.

Retenção

Ocorre quando o ensinamento começa a ser fixado, ou seja, o conhecimento começa a fornecer a capacidade de retenção das informações, que podem vir a ser úteis diante de alguma situação posterior, mas não ainda naquele instante presente.

Prática

Com a prática diante daquilo que foi aprendido e retido, os resultados começam a se concretizar e mostrar sua real utilidade. Deve dois pontos específicos a serem considerados nesta etapa: motivação e cobrança.

Através desta mudança de hábitos, através de ações sendo de fato realizadas, o processo de aprendizagem consegue seguir adiante.

Disseminação

Ensinar aos outros é um dos métodos mais eficazes para a assimilação do conhecimento. Nesse caso, ainda existe o bônus de, ao mesmo tempo em que consegue fixar as informações, ser capaz de espalhar o conhecimento para um número maior de pessoas.

Criação

A criação é o pilar de todo o processo de aprendizagem. A pessoa é capaz de produzir novas informações, tendo como base todos as informações adquiridas anteriormente.

Processo de aprendizagem de Piaget

Processo de aprendizagem de Piaget

Dentre as teorias acerca do processo de aprendizado, uma das que mais se destacam é a desenvolvida pelo psicólogo suíço Jean Piaget.

De acordo com as pesquisas realizadas por Piaget, a inteligência tem como foco fundamental tentar ajudar o indivíduo a se adaptar ao ambiente com o qual interage.

Desenvolver-se intelectualmente diz respeito a conseguir entregar resultados cada vez mais elaborados diante das suas relações. Nesse momento a pessoa é capaz de visualizar ideias que se correlacionam com os métodos encontrados para se adaptar e aprender com o novo.

Para Piaget, a adaptação é o meio através do qual o indivíduo descobre como aprimorar suas competências, habilidades e atitudes.

Segundo o psicólogo, a maturidade também permite que as pessoas se manifestem de forma diversificada, para além do que é considerado comum. O que, portanto, faz com que sejam únicas.

Do ponto de vista de Piaget, as etapas do processo de aprendizagem se dividem em quatro estágios, tomando como base a evolução de uma criança. Por isso, Piaget dividiu o aprimoramento da aprendizagem em quatro estágios:

Processo de aprendizagem de Piaget

Estágio sensório-motor

O estágio inicial vai do nascimento até os 2 anos de idade. Nessa época, a criança é completamente dependente dos pais.

Nessa fase, os reflexos são desenvolvidos sempre voltados àquilo que entrega alguma forma de prazer.

A criança nesse estágio começa a desenvolver seus tipos de linguagem e passam a perceber aquilo que existe no ambiente onde mora.

Segundo Piaget, essa fase pré-lógica possibilita a ordenação de objetos por tamanhos, igualdade etc.

Cada novo processo é uma descoberta a ser sempre comemorada e feliz.

Estágio pré-operatório

O segundo estágio acontece dos 2 aos 7 anos, onde a linguagem passa a se concretizar e o os símbolos ao redor ajudam a construir o “mundo”.

A fase anterior, muito direcionada pelos reflexos, passa a dar espaço à adequação, ao sentimento de começar a pertencer.

Para Piaget, nesse estágio a criança passa a ser o centro de tudo, agora já falando e demonstrando o que absorveu anteriormente.

Aqui também aparece o “animismo”, onde começam a existir sentimentos direcionados a animais ou objetos.

Estágio operatório-concreto

Dos 7 aos 12 anos as crianças passam a interagir com pessoas mais velhas e percebem que existe mais para absorver além daquilo que possui ao seu redor.

Nesse estágio começam a ser notadas emoções diferentes, necessidades que se reúnem às da criança, que não as suas próprias.

As atitudes mentais começam a ser reversíveis, pois passa a desenvolver novas lógicas, discriminações etc.

Essa fase é onde a criança começa a ser tolerável e ser capaz de abstrair, tanto empiricamente quanto reflexivamente.

Estágio operatório-formal

Dos 12 anos em diante, Piaget considera que a criança está começando a vivenciar a vida adulta.

Esse é o estágio onde ocorre a maior evolução da inteligência da pessoa, pois são agregados os pensamentos lógicos e as capacidades de deduzir.

Já adolescente, o indivíduo consegue abstrair, desenvolver hipóteses, ao mesmo tento em que todo o organismo vivencia transformações que influenciam o comportamento.

Nesse ponto acontece um misto de sensações e sentimentos.

Conclusão

O Processo de Aprendizagem é o responsável por aumentar a produtividade e eficácia nos resultados finais da empresa. Quando a aprendizagem contínua é estimulada, a empresa consegue se adaptar ao mercado e permanecer em destaque diante da concorrência.

Com programas de T&D bem estruturados, elaborado com trilha de aprendizagem etc., os colaboradores são estimulados, o que afeta diretamente a retenção de talentos. Desse modo, toda a cultura de aprendizado é inovada e acaba permitindo soluções cada vez mais eficientes para que a organização supere os possíveis obstáculos.

Gostou do nosso conteúdo?

A Keeps é uma empresa de tecnologia na área da Educação Corporativa, que nasceu com o propósito de desenvolver e impulsionar conhecimento nas organizações.

Por isso, além dos conteúdos no Blog, criamos também o Go Learning: uma Universidade Corporativa gratuita, pensada para T&D e RH, com cursos estruturados por um time de especialistas.

Inscreva-se no Go Learning e se desenvolva com as soft skills mais importantes para o mundo corporativo.

Sobre Processo de Aprendizagem, as pessoas também perguntam:

O que é o Processo de Aprendizagem?

Um Processo de Aprendizagem é um método conectado à evolução pessoal, através do qual as competências, as atitudes, as qualidades, o aprendizado e a cultura são absorvidos ou alterados diante das vivências, das contemplações, do conhecimento e da capacidade de assimilação. Aprender é sempre algo essencial e contínuo para todos.

Quais são as etapas do Processo de Aprendizagem?

Segundo Victor Hugo Ferreira Junior, a aprendizagem acontece através das seguintes etapas:

1. Compreensão: quando existe atenção de aprender e entender o que virá durante o Processo de Aprendizagem.
2. Retenção: quando o ensinamento começa a ser absorvido e o aprendizado pode ser útil posteriormente.
3. Prática: quando os resultados começam a acontecer e o aprendizado se faz útil.
4. Disseminação: quando já somos capazes de ensinar o que aprendemos e fixar o que foi ensinado.
5. Criação: quando novas informações aparecem com base nas informações adquiridas.

Gustavo Formighieri
Possui graduação em Ciências da Computação e é especialista em Gestão de Projetos e Marketing Digital pela FGV, hoje atuando como fundador de COO da Keeps, ajudando as empresas a implantar e operacionalizar processos e ferramentas para capacitação dos colaboradores.
Continue sua pesquisa
Pesquisar

Está com alguma dúvida? ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

Relacionados

Converse com nossos especialistas

Descubra como nossa plataforma pode transformar sua equipe e impulsionar o crescimento da sua empresa. Agende agora uma demonstração exclusiva e veja como podemos lhe ajudar: