keeps logo
Desenvolvendo e impulsionando conhecimento

Gestão de Conflitos: o que é e como fazer?

Início » Modelos de Gestão » Gestão de Conflitos: o que é e como fazer?

Em lugares com muitas pessoas há grandes chances de ocorrer discussões e atritos, por diversas razões, ainda mais quando o ambiente é marcado por muita pressão e estresse. Porém, se esses atritos não forem bem resolvidos dentro da empresa, essa situação pode prejudicar o clima interno e a produtividade da equipe. Nessas horas, uma boa Gestão de Conflitos pode fazer a diferença e transformar algo negativo em resultados positivos.

Então, se a sua empresa passa por conflitos internos recorrentes, nesse artigo te apresentaremos os benefícios que aplicar a Gestão de Conflitos na organização podem apresentar no dia a dia, além de claro, entregar dicas de como usar essa ferramenta diariamente com a sua equipe. Acompanhe!

O que é Gestão de Conflitos?

Gestão de Conflitos é um conjunto de técnicas e metodologias criadas para mediar situações de atrito entre as pessoas.

Esta técnica pode ser adotada por empresas de diferentes portes e segmentos de mercado, seja em um negócio com dois ou milhares de colaboradores.

Para começar, vamos compreender a Gestão de Conflitos e sua importância. Dessa forma, saberemos como e porque aplicá-la dentro da empresa.

O que é Gestão de Conflitos?

Mesmo que os conflitos internos sejam inevitáveis, o RH da empresa não deve ficar de braços cruzados esperando que tudo se resolva sozinho.

Afinal de contas, um pequeno impasse pode virar um ressentimento e, mais tarde, evoluir para algo mais grave, que gere um sério desequilíbrio da equipe e, consequentemente, nos resultados da empresa.

Claro que existem formas técnicas de se lidar com estes atritos, transformando uma situação negativa em oportunidade de melhora e desenvolvimento para todos os envolvidos, como através da gestão comportamental, por exemplo.

Dentre as técnicas, vamos aprofundar hoje na Gestão de Conflitos, que é a mais conhecida e adotada quando há impasses entre pessoas que precisam ser resolvidos.

Qual a importância da Gestão de Conflitos nas organizações?

Algumas divergências causadas por diferenças de pensamento e posturas são bem comuns no ambiente de trabalho.

E por isso, há a importância de fazer a Gestão de Conflitos, que contribui para o bom relacionamento interno da organização, transformando eventuais problemas em resultados positivos.

Qual a importância da Gestão de Conflitos nas organizações?

Então, veja a seguir alguns dos motivos pelos quais vale a pena investir em boas práticas de Gestão de Conflitos:

Além disso, para que tudo saia como planejado, é preciso colocar as boas técnicas de Gestão de Conflitos em prática.

Portanto, veja como aplicar a Gestão de Conflitos no dia a dia empresarial, não permitindo que atritos internos interfiram na evolução da empresa e na saúde dos colaboradores.

Como fazer uma Gestão de Conflitos?

Uma empresa com problemas internos pode passar pelas seguintes questões diariamente: problemas com relação aos prazos de entrega, falta de comunicação, brigas internas, divisão entre colegas, excesso de competitividade, estresse e pressão frequente etc.

Se a sua empresa se enquadra nesse perfil, você pode utilizar a Gestão de Conflitos para resolver o problema, criando pontes entre as partes envolvidas para proporcionar soluções que beneficiem a todos.

Quer saber como fazer a Gestão de Conflitos e solucionar todas os problemas internos da empresa? Siga o passo a passo:

Como fazer uma Gestão de Conflitos?

Facilitar a comunicação

Um dos primeiros passos para resolver qualquer conflito é cultivar um ambiente aberto ao diálogo.

Neste caso, as lideranças e o RH precisam ter uma postura de proximidade com seus colaboradores.

Dessa forma, se apresentam prontos e preparados para escutar as dificuldades, atritos e acontecimentos que ocorrem nas equipes.

Outra dica é implementar um sistema de feedbacks, que também pode ajudar bastante neste sentido, aproximando o gestor dos colaboradores para criar um relacionamento mais próximo e de melhoria contínua na equipe.

Identificar a raiz dos problemas

Se aproximar da equipe é importante em qualquer Gestão de Conflitos, pois talvez seja necessário fazer uma investigação para identificar o que tem causado atritos na empresa.

Num primeiro momento, pode parecer que um problema ocorreu por uma situação específica, mas ao chegar ao fundo da história, você descobre que a raiz de tudo foi gerada por um acontecimento anterior.

Sem saber a causa, pode-se perder tempo e produtividade, portanto, analise e reflita sobre um conflito antes de tentar resolvê-lo.

Usar uma linguagem adequada

Que as palavras têm um grande peso em qualquer relação não é novidade para ninguém, certo? E num momento delicado de mediação de conflito, as palavras podem ajudar a melhorar a situação ou complicá-la ainda mais.

Por isso, é importante atentar-se aos termos usados, tom e até mesmo à linguagem não-verbal para conseguir estabelecer uma conexão harmoniosa entre os envolvidos, evitando mais estresses para a equipe.

Optar pela comunicação não-violenta, pode ser uma excelente metodologia de aplicação.

Isso porque, uma linguagem mais empática e assertiva pode proporcionar uma mudança de visão e de comportamentos, resolvendo assim quaisquer conflitos em grupo.

Buscar o melhor para todas as partes

Como sabemos, um conflito não é resolvido se um dos lados sai “perdendo”, então, quem estiver mediando a situação precisa estar atento para que a resolução encontrada no fim seja benéfica para todos os envolvidos — o que demanda empatia, criatividade e negociação.

Reforçar os relacionamentos

Se a equipe tem um relacionamento saudável e próximo, um atrito que ocorrer será lidado de forma diferente do que se este grupo não tivesse afinidade.

Afinal de contas, profissionais que mal se conhecem não costumam ter intimidade para corrigir, com empatia, uns aos outros.

E nem possuem o entrosamento necessário para agirem com profissionalismo e cautela para resolver crises e melhorar o desempenho do grupo.

Então, incentivar essa proximidade, contribui para um relacionamento saudável entre os colaboradores da empresa.

Portanto, colocar em prática algumas ações de treinamento e desenvolvimento de pessoas, pode fazer uma grande diferença na Gestão de Conflitos e mediação de pessoas.

Defina os valores da empresa

As políticas internas, missões e valores da empresa devem ser apresentados logo no início do recrutamento.

Dessa forma, os candidatos e colaboradores recém-contratados entendem qual é a visão da companhia, alinhando os objetivos desde o início.

É muito importante que esses detalhes não sejam esquecidos, e sim, transmitidos e reforçados com clareza e transparência para todos os colaboradores envolvidos.

Afinal de contas, servirão como parâmetro para nortear o comportamento e a conduta a seguir pelo quadro de colaboradores.

É fundamental destacar que o posicionamento individual deve ser igual para todos.

Sendo assim, os princípios morais e éticos devem caracterizar a forma como cada integrante da equipe se comporta, independentemente do cargo.

Gostou do nosso conteúdo?

Conheça as soluções da Keeps para a Educação Corporativa! Desenvolvemos um ecossistema LRM (Learning Results Management) completo de capacitação e gestão do conhecimento.

Trata-se de uma plataforma de aprendizagem que vai desde a evolução do LMS (Konquest), passando por toda a experiência de aprendizagem LXP (Konquest, GameUp e SmartZap) até chegar na mensuração de resultados com o Learning Analytics.

Teste Gratuitamente as nossas soluções!

Perguntas frequentes sobre Gestão de Conflitos:

O que é uma Gestão de Conflitos?

Gestão de Conflitos é uma metodologia de gerenciamento através da qual se elabora um sistema eficiente onde a comunicação seja realizada de modo assertivo, procurando preservar os colaboradores e compreender as possíveis divergências existentes, entregando o máximo respeito sem desviar do comprometimento profissional como foco principal.

Como fazer uma Gestão de Conflitos?

Seguindo o passo a passo abaixo, sua Gestão de Conflitos com certeza será eficaz:

1. Esteja aberto ao diálogo, feedbacks e demais retornos.
2. Procure saber o origem dos problemas existentes.
3. Utilize linguagens acessíveis, adequadas, coerentes e gentis.
4. Valorize todos os “lados”, escute e seja solidário sem tomar partido.
5. Construa relações sólidas e empáticas.
6. Deixe claros os valores da empresa.

Gustavo Formighieri
Possui graduação em Ciências da Computação e é especialista em Gestão de Projetos e Marketing Digital pela FGV, hoje atuando como fundador de COO da Keeps, ajudando as empresas a implantar e operacionalizar processos e ferramentas para capacitação dos colaboradores.
Continue sua pesquisa
Pesquisar

Está com alguma dúvida? ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

Relacionados

Converse com nossos especialistas

Descubra como nossa plataforma pode transformar sua equipe e impulsionar o crescimento da sua empresa. Agende agora uma demonstração exclusiva e veja como podemos lhe ajudar: