Mundo BANI: o que esse conceito tem a ver com a sua empresa?
Início » RH » Mundo BANI: o que esse conceito tem a ver com a sua empresa?

Sem tempo para ler?

O tempo inteiro o mundo segue evoluindo e isso impacta tanto tecnologicamente quanto no nosso modo de caminhar pelo cotidiano, na maneira como desenvolvemos nossos trabalhos e como exploramos nossas capacidades. Após a chegada da pandemia da COVID-19, tudo isso foi reavaliado e modificado. O mundo BANI é um dos conceitos utilizados para ajudar as empresas a acompanharem todas essas mudanças. Sobre ele, explanaremos no artigo a seguir.

Mundo BANI conceito

Mundo BANI conceito criado pelo antropólogo estadunidense Jamais Cascio

Mundo BANI é uma referência às seguintes palavras:

Brittle – Fragilidade.

Andragogia

Anxious – Ansiedade.

Nonlinear – Não linearidade.

Incomprehensible – Incompreensibilidade.

Trata-se de um conceito surgido no ano de 2018, criado pelo antropólogo estadunidense Jamais Cascio.

Esse conceito foi amplamente difundido recentemente, durante todas as alterações que ocorreram ao redor do mundo por conta da pandemia do coronavírus.

O que é mundo BANI?

Cada uma das palavras que correspondem à sigla BANI fundamentam seu conceito:

O que é mundo BANI?Conceito Mundo BANI

Fragilidade

No contexto da fragilidade entendemos que, o tempo inteiro, o mundo está suscetível a questões que não fáceis de serem solucionadas. Todas essas situações são imprevisíveis e pedem alteração nos hábitos e condutas da empresa.

Inteligências Múltiplas

Um modo de lidar com essa fragilidade é mapear projetos mais curtos a serem realizados em períodos menores, por exemplo.

É necessário também que as empresas procurem métodos de prevenção aos possíveis obstáculos, uma vez que a exposição a este tipo de ameaça é cada vez maior.

Ansiedade

A ansiedade decorre da fragilidade. Quando diante de um estado de completa vulnerabilidade e indecisão, os colaboradores e as empresas desenvolveram um estado de ansiedade conjunta.

Inicialmente era impossível saber como lidar e em seguido surgiu a necessidade de se encaixar às modificações com certa urgência.

Até que tudo começasse a se encaixar, os colaboradores não tinham como prever a manutenção dos seus trabalhos. Ainda hoje, mesmo com as empresas conseguindo o reestabelecimento das suas atividades, a impaciência e a concentração no momento atual permanecem.

Não Linearidade

Não saber o que vem depois inviabiliza a possibilidade de que haja alguma linearidade nos processos, principalmente quando falamos em metas a serem realizadas a longo prazo, com mapeamentos especificados.

O presente precisa que a empresa trabalhe com mapeamentos que sejam maleáveis e soluções antecipatórias caso ocorra alguma mudança de ambiente e até mesmo de metas.

Incompreensibilidade

Viver um momento onde ainda existem mais dúvidas do que respostas, como no momento atual, dificulta nossa compreensão acerca daquilo que estamos vivenciando, especialmente em meio à disseminação de notícias falsas e incoerentes.

Por conta da tecnologia, tudo isso é repassado rapidamente e acaba gerando um caos desnecessário. O que deve ser feito é um estudo e focar nas habilidades de discernimento para que apenas as informações coerentes sejam internalizadas.

Como se preparar para o mundo BANI?

Fortificar os grupos de todos os setores diante dos contextos explanados é um dos métodos mais eficazes de preparação para o mundo BANI.

As empresas precisam criar alicerces fortes o suficiente para segurar suas demandas, bem como apostar em instrumentos que visem propagar a cooperação e o treinamento e desenvolvimento de seus colaboradores; o que torna todos os processos mais sólidos em suas conduções.

Toda essa função de propagação da cooperação encontra apoio quando a empresa insere a possibilidade de diálogos e clareza nas relações com seus colaboradores, entre setores, equipes e até mesmo filiais.

No que tange às ansiedades, o foco deve ser dado às afinidades no ambiente organizacional. Deve-se ainda reconhecer as soft skills dos colaboradores, característica cada vez mais necessária.

A empresa deve também estar preparada para flexibilizar seus mapeamentos, abrindo espaço para inovação e experimentação de novos métodos de trabalho, conseguindo assim disputar com a concorrência e ocupar posições de destaque no mercado.

No caso de haver dificuldade de compreensão, podem ser inseridas tecnologias como Big Data, inteligência artificial e outros meios de auxílio para sanar as dúvidas em relação ao mundo como um todo.

Conclui-se que o mundo BANI entrega uma estrutura panorâmica dentro da qual pode-se mobilizar e atuar diante dos contextos explanados até aqui. O importante é que a empresa esteja preparada para conduzir esse processo.

Mundo BANI na educação

Toda essa questão de lidar com as novas realidades mundiais em um mundo pandêmico, acarretou numa série de mudanças também nas instituições de ensino.

Mundo BANI na educação

A educação passou por uma grande mutação relacionada aos seus métodos, sendo a mais impactante delas o fato de que as aulas presenciais foram interrompidas e trouxeram o ensino remoto como alternativa e solução.

Muitas pessoas, todavia, acabaram deixando de lado o estudo, especialmente por muitas vezes não terem acesso às tecnologias necessárias para dar continuidade aos meios personalizados de ensino.

O mundo BANI, diante de toda essa movimentação, passou a estar inserido na rotina dos estudantes.

O ensino, atualmente, apresenta modalidades diversas, além do presencial e do remoto, existe também a possibilidade de ensino híbrido.

A instantaneidade e a vulnerabilidade das pessoas contribuem para esse novo mundo adaptável. As instituições de ensino devem então romper com os meios educacionais tradicionais e entregar soluções que conversem com a prática cotidiana, tanto da sociedade quanto do mercado de trabalho.

Os gestores das instituições de ensino, ao incorporarem o conceito de mundo BANI nas suas fontes, devem auxiliar e demonstrar resultados favoráveis no decorrer do processo, positivando os caminhos escolhidos e traçados por aqueles que fizerem parte dessa etapa.

Educação Corporativa

No Mundo BANI, os modelos de capacitação também passam por uma grade transformação. A tecnologia está cada vez mais presente em novas maneiras de ensinar e aprender, passando de um modelo EaD, para uma nova proposta de Ensino Sem Distância, onde a aprendizagem ativa e a autonomia das pessoas ganha maior destaque.

Portanto, é preciso oferecer protagonismo e flexibilidade às pessoas, bem como disponibilizar uma experiência de aprendizagem com formatos multimídia, assíncronos, conectados e acessíveis.

Isto é, modelos que se adaptem bem aos seus públicos-alvo. Quanto às demandas de grupos ou indivíduos e suas rotinas, seja em questão tempo, como de acesso à palma na mão.

Conheça a Keeps

Se a sua empresa quer se preparar para o Mundo BANI, conheça as soluções da Keeps para Educação Corporativa e descubra como o Konquest, o GameUp e o SmartZap estão transformando a maneira de capacitar nas Organizações.

Solicite uma Demonstração Gratuita da LXP da Keeps

Contato

Relacionados