Entre em contato: +55 (48) 99169-2112

Educação 4.0 e tecnologia na educação: tendências de ensino para 2021!

 Por: |  Publicado em 08/04/2021 |  Atualizado em 17/06/2021 |  Tempo de leitura 14 minutos

Educação 4.0 e tecnologia na educação: tendências de ensino para 2021

A Educação 4.0, com o uso de tecnologias de ensino durante o processo de aprendizagem, veio para romper com antigos paradigmas pedagógicos e apresentar novos desafios educacionais. O primeiro deles, e talvez o principal, tem relação com os papéis exercidos por professores e estudantes, ou instrutores e colaboradores, por exemplo. Isso porque na educação 4.0, mais do que utilizar a tecnologia na educação, há estímulo à aprendizagem ativa e a uma mudança de mentalidade. Veja bem, por parte de TODOS nós!

Simplesmente, não podemos passar alheios ao que nos cerca. A forma como vivemos, nos comunicamos, estudamos ou pagamos nossas contas, mudou e ainda está em constante processo de mudança. Por essa razão, precisamos estar preparados para os desafios atuais e do futuro, vivendo em processo contínuo de aprendizagem.

Neste post, vamos abordar as definições da educação 4.0 e de que forma isso impacta as rotinas de ensino e capacitação. Tanto em escolas ou universidades, como nas empresas e outras instituições, seja num modelo presencial, híbrido ou remoto. Para isso, iremos falar sobre as novas tecnologias de educação, especialmente aquelas alinhadas aos conceitos da educação 4.0 e das metodologias ativas de ensino.

Por fim, falaremos sobre algumas das principais tendências em tecnologia na educação para 2021. Vamos apresentar os conceitos, aplicações e benefícios dessas ferramentas, a fim de compartilhar as melhores práticas para utilizar a tecnologia à serviço da educação.

Continue a leitura e confira ainda a participação da Keeps no programa Tech SC, da NSC TV, apresentando soluções de ensino desenvolvidas para impulsionar o conhecimento nesse novo mundo 4.0!

O que é Educação 4.0?

A Educação 4.0, em paralelo à Indústria 4.0, surge em decorrência das tecnologias desenvolvidas na chamada “Quarta revolução industrial”. Estamos falando, portanto, de inovações como a utilização da Big Data, da Inteligência Artificial, das impressoras 3D, da Internet das Coisas, da Realidade Aumentada, etc. Porém, nos termos da educação 4.0, vamos considerar o uso dessas tecnologias especialmente para fins de aprendizagem.

Nesse sentido, a primeira informação que precisamos tomar conhecimento é que os princípios pedagógicos da Educação 4.0 estão alinhados às metodologias ativas de ensino. Ou seja, àquelas onde os indivíduos são os protagonistas da própria jornada de aprendizagem. Então, a partir disso, podemos compreender a tecnologia na educação como suporte pedagógico, ou instrumento facilitador de ensino, que visa mediar a transmissão do conhecimento. O intuito é oferecer ferramentas que possibilitem uma aprendizagem ativa, nos padrões da Educação 4.0. Assim, o foco está em desenvolver habilidades individuais e de convivência, além das competências profissionais indispensáveis para o mercado de trabalho atual e no futuro.

Segundo o relatório “The Future of Jobs Report”, publicado pelo Fórum Econômico Mundial em outubro de 2020, existem 15 competências principais em destaque para 2025:

  1.  Pensamento analítico e inovação
  2. Aprendizagem ativa e estratégias de aprendizagem
  3. Resolução de problemas complexos
  4. Pensamento crítico e análise
  5. Criatividade, originalidade e iniciativa
  6. Liderança e influência social
  7. Uso, monitoramento e controle de tecnologia
  8. Projeto e programação de tecnologia
  9. Resiliência, tolerância ao estresse e flexibilidade
  10. Raciocínio, resolução de problemas e ideação
  11. inteligência emocional
  12. Solução de problemas e experiência do usuário
  13. Orientação de serviço
  14. Análise e avaliação de sistemas
  15. Persuasão e negociação

Quais são os pilares da Educação 4.0?

Os conceitos da Educação 4.0 são bastante abrangentes no seu alcance. Dado o seu caráter pedagógico, o professor atua como um tutor da jornada de aprendizagem, onde as pessoas são protagonistas, enquanto a tecnologia instrumentaliza e revoluciona a forma como aprendemos e resolvemos problemas.  Desse modo, para caracterizar o ensino 4.0 por critérios mais objetivos, criou-se uma espinha dorsal de práticas elementares que sempre devem ser observadas. São esses, portanto, os quatro pilares da Educação 4.0:

Modelo sistêmico 

Um modelo sistêmico envolve diretamente o planejamento estratégico das ações de educação, seja em nível acadêmico ou corporativo, no ensino e capacitação de jovens ou adultos. Significa dizer que as organizações precisam fazer uma avaliação sistêmica, isto é, pensar de forma integrada e articulada as ações de educação. Não obstante, quer dizer que uma aula ou um treinamento, por exemplo, começam muito antes da ação em si. É necessário uma avaliação diagnóstica que indique onde a organização está no presente e um planejamento estratégico que trace objetivos específicos, apontando os caminhos de onde a organização deseja estar no futuro.

Em outras palavras: quais desafios me motivaram a elaborar essa aula ou esse treinamento? A quem eu desejo impactar? O que eu almejo conquistar? Onde eu quero chegar? Enfim, as perguntas podem ser várias, mas é sempre fundamental desenhar e instruir esse caminho o qual percorre a aprendizagem como um modelo sistêmico.

Mudança de mentalidade

A mudança de mentalidade, na educação 4.0, procura se distanciar do senso comum, sem ignorar o conhecimento empírico, mas qualificando-o com base em referenciais teóricos, por meios científicos tecnológicos. Logo, o que está em questão aqui é de que maneira os conceitos didático-pedagógicos irão se adaptar às novas demandas sociais, do conhecimento e do mercado de trabalho.

Será que eu preciso levar para a minha aula ou treinamento informações objetivas que podem ser facilmente encontradas no Google, por exemplo? Talvez seja mais efetivo estimular as próprias pessoas a fazerem determinadas pesquisas que sejam relativas aos seus interesses acadêmicos e profissionais. Com o suporte da tecnologia na educação, há muitas opções de ensino. Desse modo, o professor ou instrutor precisa assumir um papel de tutor da aprendizagem, auxiliando às pessoas no processo de busca ativa, avaliando e sugerindo fontes, ferramentas e atividades, que possam servir de base para a construção do conhecimento.

Gestão do conhecimento

A gestão do conhecimento depende diretamente de um modelo sistêmico. Aqui, o desenho instrucional define objetivamente qual foi o ponto de partida e qual será o ponto de chegada desejado para cada ação de educação. Gerenciar o conhecimento é, portanto, analisar, qualificar, avaliar resultados e parametrizar dados ou informações relevantes ao processo de ensino-aprendizagem.

Aliás, por esse caráter complexo e multidisciplinar, a gestão do conhecimento é um dos pilares da educação 4.0 mais impactados pelo uso da tecnologia na educação. Os softwares de ensino são grandes ferramentas de gestão do conhecimento, pois levam em consideração a experiência dos usuários, promovem a aprendizagem ativa e possibilitam a avalição de treinamento em todos os níveis. Ou seja, desde a reação das pessoas com a proposta de ensino, até a análise dos resultados das ações de educação.

Cibercultura

Último pilar da Educação 4.0, a cibercultura tem relação direta com a inserção da tecnologia em nossas vidas, incluindo a forma como aprendemos. É “cyber” porque está no meio conectado, tecnológico, interativo, da mobilidade. É “cultura” porque está inserida no dia a dia das pessoas, sendo compartilhada e atualizada constantemente, influenciando a maneira como pensamos e até mesmo agimos. Basta pensar em tudo o que a Era da Informação nos trouxe em termos de acesso ao conhecimento. E agora, na Era da Conexão, o modo como torna possível os avanços até então inimagináveis das metodologias de ensino e das práticas pedagógicas.

Nesse sentido, a cibercultura na Educação 4.0 está relacionada com a experiência das pessoas nos ambientes de aprendizagem, desde o planejamento até a execução de um projeto de ensino.

Qual o papel do educador na Educação 4.0?

Para que os conceitos da Educação 4.0 sejam implementados, educadores ou profissionais de T&D necessitam, antes de tudo, estar abertos a ensinar e aprender com o uso da tecnologia na educação. Além disso, também precisam desenvolver algumas habilidades para conseguir ajudar as pessoas em suas jornadas de aprendizagem. Dentre essas habilidades principais, listamos algumas a seguir:

Multitarefas

Na educação 4.0, é fundamental que os educadores substituam o papel de detentores do saber, para assumir uma postura de pesquisadores e orientadores da aprendizagem. É preciso ser capaz de instruir com fontes confiáveis, mas, ao mesmo tempo, estar aberto às novas práticas e à aprendizagem.

Objetivos específicos

O educador de hoje precisa saber trabalhar com objetivos específicos, para desenvolver e impulsionar o conhecimento dentro de um plano pedagógico ou programa de treinamento bem estruturado. Isso significa um projeto completo, onde todos sabem onde começa e onde desejam estar no momento de avaliação dos resultados.

Diagnóstico e relatórios personalizados

Os profissionais precisam de uma boa capacidade de avaliação diagnóstica, tanto para análise de grupo como na produção de relatórios individuais, que permitam identificar as necessidades de ensino em um modelo de ensino cada vez mais personalizado.

Quais os benefícios da Educação 4.0?

Na perspectiva de alunos e professores, instrutores e colaboradores, a Educação 4.0 fomenta uma série de benefícios, dos quais também destacamos três tópicos apresentados na sequência:

Aprendizagem ativa

No aspecto didático-pedagógico, o estímulo à aprendizagem ativa talvez seja o principal ponto de virada na Educação 4.0. Com o uso de metodologias ativas e da tecnologia na educação, é possível propor um modelo altamente inovador para a construção do conhecimento. Praticando a Educação 4.0 em nosso dia a dia, conseguimos explorar muitos interesses e potencialidades individuais ou coletivas, desde que alinhados aos objetivos específicos de ensino.

Algo tão simples quanto dar protagonismo às pessoas durante o processo de aprendizagem e capacitação, seja em nível pessoal ou profissional de desenvolvimento.

Desenvolvimento socioemocional

Hoje em dia, cada vez mais as habilidades socioemocionais são relevantes em todos os níveis de convivência. Seja nas relações interpessoais dentro da família, num círculo social comum, ou nas relações de trabalho. Nesta última, inclusive, torna-se essencial desenvolver habilidades socioemocionais valorizadas, como espírito de liderança, proatividade, capacidade de resolver problemas, pensamento crítico, comunicação assertiva, empatia, inovação e trabalho em equipe.

Dessa forma, a Educação 4.0 busca impulsionar essas habilidades na prática, com uso de metodologias ativas, promoção de debates, estímulo à busca ativa e à construção colaborativa de soluções.

Uso da tecnologia na educação

As metodologias ativas de ensino, aliadas às plataformas de aprendizagem, são um dos grandes trunfos do uso da tecnologia na Educação 4.0. Quando o protagonismo no processo de aprendizagem é dados às pessoas, isso gera um estímulo para aprender e se engajar mais, com a sensação de autonomia na construção do conhecimento. Simultaneamente, as tecnologias de ensino proporcionam ambientes interativos e altamente personalizados, nos quais a transmissão do conhecimento é facilitada por recursos já inseridos, ou que venham a ser inseridos, na rotina das pessoas (cibercultura).

Quais as principais tecnologias utilizadas na Educação 4.0?

Atualmente existem e são desenvolvidas inúmeras ferramentas e ambientes de ensino baseadas em tecnologias inovadoras. Como já citamos, elas utilizam recursos como Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, dentre outros, para fins de aprendizagem em plataformas tecnológicas. Logo abaixo, iremos apresentar as principais plataformas ou modelos de aprendizagem voltados à Educação 4.0 e que são tendência para 2021!

LXP

A LXP (Learning Experience Platform) é uma plataforma de aprendizagem personalizada, que estimula a aprendizagem ativa e é voltada para Educação 4.0, com foco na gestão do conhecimento e na criação de cursos. As soluções disponíveis nesse ambiente virtual de ensino estimulam a aprendizagem ativa e colaborativa, num modelo semelhante ao Netflix, que utiliza Inteligência Artificial para avaliar e recomendar conteúdos, além da Big Data para formar uma imensa base de dados personalizados. A LXP agiliza produção de conteúdos, descomplica a gestão e otimiza a avaliação de treinamentos, utilizando como recurso o Learning  Analytics.

Gamificação

Gamificação é o processo que adapta elementos comuns nos jogos à outros objetivos não propriamente afins a esses games. Ou seja, propostas que vão além do entretenimento. Na prática, basear-se na lógica e metodologias dos games pode ajudar a converter materiais complexos em conteúdos acessíveis. Por consequência, essa dinâmica facilita a transmissão de conhecimento em todas as etapas da experiência de aprendizagem, onde as pessoas são estimuladas a superar desafios e buscar uma evolução constante. A forma lúdica, interativa e conectada como essa tecnologia é reproduzida, inevitavelmente, a torna uma das favoritas entre todos os envolvidos na Educação 4.0.

Microlearning

O microlearning na Educação  4.0 consiste, basicamente, em tecnologias utilizadas na transmissão do conhecimento de curto prazo, através de doses ou pílulas de aprendizagem. Conteúdos extensos são subdivididos em tópicos completos, mas que são separados em materiais ou arquivos diferentes. De modo a conferir uma abordagem mais simples e uma linguagem direta, com informações sintéticas e objetivas. Trata-se de uma abordagem de ensino prática, acessível e inovadora, a qual se propõe à aprimorar os processos e tornar a aprendizagem ágil. Por consequência, também se forma uma rede muito maior de multiplicadores do conhecimento, justamente através desse modelo que soma e preza por informações breves, assertivas e de fácil assimilação.

Mobile Learning

O conceito de mobile learning (m-learning) consiste no uso de dispositivos móveis como plataformas de aprendizagem. É, portanto, uma metodologia ativa de ensino na qual se utilizam tecnologias inovadoras e mídias digitais já inseridas na rotina das pessoas para compartilhar, impulsionar e facilitar o acesso ao conhecimento. Afinal, não há nada mais justo, dentro da Educação 4.0, do que a utilização de smartphones e tablets como instrumentos de ensino.

Soluções de ensino da Keeps para Educação 4.0

A Keeps desenvolve soluções tecnológicas totalmente integradas ao conceito de Educação 4.0. Acreditamos que o conhecimento é capaz de superar barreiras e que a tecnologia pode e deve ser um instrumento facilitador da experiência de aprendizagem. Aliás, destaca-se o termo “experiência”, pois na nuvem de informações da Era da Conexão, o processo de aprendizagem deixa de lado a transmissão passiva, para focar na produção ativa e colaborativa do conhecimento.

Quer saber mais? Abaixo você pode conferir uma reportagem feita com a Keeps, para o programa Tech SC, da NSC TV, exibido recentemente. Nesta reportagem, você pode conhecer um pouco sobre o nosso dia a dia e conferir o que os fundadores da Keeps, Gustavo Formighieri  e Rangel Torrezan têm a dizer sobre as soluções de ensino desenvolvidas.

Por fim, caso prefira, ou tenha interesse, logo depois do vídeo você encontra a apresentação e descrição das nossas principais soluções de ensino: o Konquest, o GameUp e o SmartZap.

Matéria na íntegra aqui.

Konquest Keeps

Konquest um ambiente LXP que combina a facilidade na criação de cursos com a leveza da usabilidade para o aprendizado. Com um ensino personalizável, é possível transformar qualquer objeto de aprendizagem em conhecimento. É uma maneira simples e ágil de criar cursos com todos os tipos de conteúdo. No Konquest, a simplicidade na autoria com o auxílio da inteligência artificial facilita o protagonismo das pessoas na disseminação do conhecimento. Além disso, todas as ações são medidas e controladas. Desse modo, gestores, professores e instrutores terão acesso aos resultados das ações de educação, conseguindo visualizar o status dos consumo dos conteúdos e performances, seja individual ou por curso.

Uma excelente solução para fazer a gestão do conhecimento de maneira eficaz em qualquer organização ou instituição de ensino.

GameUp é um Blended learning a qualquer hora, na palma da mão. Um App gamificado, simples e interativo, com a cara da Educação 4.0. O formato de Quiz, torna o aprendizado algo mais lúdico e interessante, semelhante a um game de celular com interface personalizada e conteúdo acessível. Nele, o usuário consegue fixar conhecimentos de modo objetivo e interessante. Contando, inclusive, com ajuda de vídeos explicativos sobre cada questão. Dessa forma, além de interagirem no jogo, as pessoas conseguem também esclarecer possíveis dúvidas. O GameUp ainda possibilita uma gestão do conhecimento igualmente interativa, com relatórios de desempenho geral e individual, que podem ser apresentados, por exemplo, em formato de competição, com ranking de performance e recompensas.

O SmartZap descomplica treinamentos através de uma experiência de aprendizagem engajadora, rápida e simples pelo WhatsApp. É possível criar minicursos com todos os tipos de conteúdo, de modo simples e ágil, oferecendo liberdade total para os usuários, disponibilizando treinamentos na palma da mão. Portanto, no SmartZap, o colaborador recebe o curso no próprio WhatsApp, tendo a liberdade para evoluir conforme seu ritmo, rotina de trabalho e engajamento.

Também vale destacar que todas as ações são medidas e controladas, através de uma robusta base de dados personalizada, que fornece relatórios em tempo real, para gestão do conhecimento.

Se você chegou até aqui, teste gratuitamente as nossas soluções e venha conhecer o mundo da Educação 4.0!

 

Escritor de ficção, leitor assíduo e bem informado.
Criador de conteúdo para blog posts com SEO na Keeps.

Venha conhecer nossas soluções.

Relacionados

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Deixe o seu contato para a nossa newsletter!

Todo mês temos um conteúdo exclusivo para você.

Muito obrigado!

×