Aprendizagem organizacional e o impacto nos resultados

Início » Estruturas Organizacionais » Aprendizagem organizacional e o impacto nos resultados
Aprendizagem organizacional e o impacto nos resultados da empresa.

Com o mercado de trabalho cada dia mais aprimorado e exigente, a rotatividade de colaboradores acaba se tornando a realidade de muitas empresas. Os desafios são diferentes e as qualificações estão proporcionais e em constantes mudanças. Por isso a aprendizagem organizacional é um fator tão decisivo para a performance de uma empresa.

O aprendizado não se dá apenas por aquilo que é formalmente explorado e mediado. O processo educacional se dá por inúmeras formas, e muitas delas envolvem a prática e as experiências que cada colaborador. Por isso, o upgrade nas competências e profissionais deve estar em primeiro plano nos projetos de uma organização, relacionando e tornando aplicável o conhecimento formal dentro das atividades práticas. Portanto, continue esta leitura para compreender demais aspectos da aprendizagem organizacional!

O que é aprendizagem organizacional?

A aprendizagem organizacional é o método de adquirir conhecimento de inúmeras formas diferentes acerca das atividades, da gestão por competências, do acompanhamento das rotinas e significados de uma empresa. Ou seja, são as informações que auxiliam no treinamento e desenvolvimento profissional individual dos colaboradores. Estas podem ser adquiridas de diversas formas, porém são classificadas, principalmente, em dois métodos: formal e informal.

Com o grande número de colaboradores que uma corporação pode ter, a forma de aprendizado é tão variada quanto. Pois os conhecimentos já adquiridos são diferentes, tanto ao dividir por setores, como individualmente. Por isso, é necessário não se prender a apenas a parte informal que, pelas pesquisas, revelam 80% dos dados adquiridos. É também necessário investir nos outros 20%, isto é, a parte formal do aprendizado.

Dentro das empresas, cada colaborador possui uma função e seus próprios conhecimentos acerca do processo organizacional. Desta forma, faz-se necessário aplicar a aprendizagem organizacional tendo em vista as competências já adquiridas e trabalhadas por cada um.

Então, para resumir, podemos dizer que, a aprendizagem organizacional consiste no uso de ferramentas, metodologias e processos que possibilitam a melhor capacitação corporativa, com a finalidade de otimizar os conhecimentos e habilidades dos colaboradores.

Características organizacionais

As organizações que colocam a aprendizagem organizacional em prática, possuem cinco características principais, que são:

  1. o pensamento sistêmico,
  2. domínio pessoal,
  3. modelos mentais,
  4. uma visão compartilhada e
  5. aprendizagem equipe.
Aprendizagem organizacional e o impacto nos resultados

Pensamento sistêmico

Adquirir o pensamento sistêmico, ajuda a enxergar as coisas como parte de um todo, não como peças isoladas, bem como criar e mudar a sua realidade.

Domínio pessoal

Nessa característica, é possível concentrar as energias, desenvolver a paciência e ver a realidade de forma objetiva, além de ajudar a esclarecer aquilo que realmente é importante.

Modelos mentais

As informações preliminares utilizadas pelos indivíduos e organizações são os chamados modelos mentais.

Na aprendizagem organizacional, por exemplo, estes modelos devem ser contestadas, “lembranças” que preservam certos comportamentos, normas e valores precisam ser contestados e até mesmo desaprendidos caso necessário.

Visão compartilhada

A visão compartilhada é construída mediante as visões individuais de colaboradores de todos os níveis da organização.

Embora a visão compartilhada possa ser dificultada pelas estruturas organizacionais tradicionais e centralizadas, pode oferecer uma vantagem competitiva muito grande quando aplicada, portanto, as organizações de aprendizagem tendem a ter estruturas organizacionais planas, descentralizadas.

Aprendizagem em equipe

Essa característica mostra que aprendizagem moderna acontece de forma melhor em grupo e não individualmente.

Na equipe, o diálogo facilita a aprendizagem produz resultados, seus integrantes crescem mais rapidamente. As organizações que aprendem normalmente têm excelentes estruturas de gestão do conhecimento, permitindo a criação, aquisição, divulgação e aplicação desse conhecimento na organização.

Como aplicar a aprendizagem organizacional?

Já tendo uma base do que é a aprendizagem organizacional, é indispensável saber sobre sua aplicabilidade dentro de uma empresa. Logo, ela se dá por um conjunto de estruturas e pilares que se trabalhados em harmonia na equipe, promovem aumento do desempenho e da produtividade.

Como visto, pela presença de muitos colaboradores, é imprescindível implementar programas de treinamento estruturados. Cada um aprende de uma forma, portanto, o uso de metodologias ativas, ou plataformas de aprendizagem, ajudam a promover um ensino personalizado. Quanto mais os colaboradores se desenvolvem, maior é o nível de aprendizagem organizacional.

Sendo assim, em outras palavras, as formas de aplicação da aprendizagem organizacional, resumem-se a:

  • Realizar atividades práticas e dinâmicas em grupo;
  • Usar a gamificação;
  • Apostar nos treinamentos à distância;
  • Fazer reuniões online;
  • Ser um bom líder.

Tipos de Aprendizagem organizacional

Depois de compreender sobre as formas de aplicação da aprendizagem organizacional, a seguir, veremos algumas formas de aprendizagem existentes:

Aprendizagem organizacional e o impacto nos resultados

Aprendizagem por experiência

Nesta modalidade o colaborador tende a aprender a partir da rotina, das atividades exercidas, e da sua carga de conhecimento já adquirida anteriormente. É com este modo de aprender que a maioria dos funcionários conseguem se adequar aos diversos cenários que uma empresa pode apresentar. Pois possui uma facilidade maior de compreensão por conta de experiências passadas.

Aprendizagem por liderança

Nesse modelo de aprendizagem, os colaboradores se baseiam nos planejamentos e ações das lideranças em cada situação. Seus conhecimentos e suas atividades são baseadas e provenientes do líder, ou seja, é necessária uma boa desenvoltura e competências gerenciais, para que aqueles que aprendam desta forma, sigam um bom exemplo.

Aprendizagem ativa

Esta se dá pela prática individual em si, sem seguir modelos ou se baseando em experiências passadas. Os colaboradores aprendem diretamente exercendo as tarefas, e com a prática diária aprendem e aprimoram a técnica.

Aprendizagem por compartilhamento

Neste caso, exige uma comunicação e uma compreensão básica do que se é feito na empresa. Muitas vezes é repassada por um líder ou gestor que aprimorou o desenvolvimento de uma tarefa ou aprendeu novos métodos de realizá-la.

Aprendizagem sistêmica

A aprendizagem sistêmica é muito importante para a integração do colaborador no ambiente corporativo. Ela esclarece as etapas de um processo que antes era visto de forma muito menos ampliada. Aprender em um todo pode proporcionar maior valorização da tarefa individual e aumento da motivação profissional.

Aprendizagem em grupo

Note que a palavra-chave é “grupo”, ou seja, nesse tipo de aprendizagem organizacional, utiliza-se o trabalho em equipe para fomentar novos conhecimentos, compartilhar experiências e vivências profissionais. Isso pode ser feito por meio de bate-papos virtuais, dinâmicas em grupo, workshops e muito mais.

Aprendizagem cultural

A cultura organizacional é onde se estabelecem os pilares de uma empresa e é por meio dela que os colaboradores podem obter novas experiências e conhecimentos sobre a forma como devem realizar seu trabalho.

A missão, visão e valor da instituição servem como guias para que o funcionário saiba como agir diante de situações problemáticas.

Quais os benefícios da aprendizagem organizacional?

Já tendo em mente como se pode ser aplicado a aprendizagem organizacional e sabendo que a forma de aprender é subjetiva, é importante, também, entender quais impactos este conjunto de metodologias proporciona no ambiente empresarial.

Quais os benefícios da aprendizagem organizacional?
  • Aprimoramento das atividades: Com novas formas de aprender, os colaboradores tendem a desenvolver maior facilidade na realização de tarefas. Portanto, com a prática e as aprendizagens continuadas, o funcionário consegue aprimorar as tarefas, realizá-las em um período de tempo menor e com mais qualidade.
  • Inovações: Uma vez que a aprendizagem organizacional se encontra em constante desenvolvimento, os conhecimentos adquiridos se tornam cada vez maiores e mais sofisticados. O que leva a novas ideias e contribuições no processo de produção e rentabilidade.
  • Troca de informações: Ao fazer uso de metodologias em grupo, como a aprendizagem sistêmica, a troca de conhecimentos é muito maior. Os colaboradores de áreas distintas terão informações e noções, pelo menos, básicas de como ocorre cada etapa a partir da finalização da sua parte.
  • Aumento da produtividade: Logo, com a melhoria na performance individual, cada um possui sua contribuição e, ao serem ouvidos, sentem-se parte de um processo maior, ou seja, trabalham mais motivados e deixam o clima corporativo mais leve. Muitas vezes com foco na ascensão do cargo os funcionários se empenham ainda mais nas suas atividades e transmitem mais conhecimentos.
  • Satisfação dos clientes: Uma equipe bem estimulada passa a ter ideias criativas e inovadoras para realizar suas atividades diárias, o que contribui com a qualidade dos produtos e serviços. Ou seja, os colaboradores terão mais facilidade em se colocarem no lugar dos clientes. Com isso, a consequência natural é o aumento significativo no índice de satisfação do consumidor.
  • Melhores resultados: Uma equipe munida com os conhecimentos necessários para dominar as novas tecnologias e atender às demandas de consumidores cada vez mais exigentes, está totalmente apta a lidar com o mercado moderno. Dado o contexto, a tendência é que a empresa veja seus resultados crescerem e o seu nome se consolidar entre os concorrentes.
  • Troca de conhecimentos: a aprendizagem organizacional se dá através de diferentes fatores, inclusive na interação com a equipe de trabalho ou com os demais colegas. O ambiente fica mais propenso à troca de conhecimentos porque uma cultura de aprendizagem é instaurada na empresa e todos se sentem dispostos em compartilhar novos conhecimentos e dividir experiências e vivências profissionais.

O interessante é que a troca de conhecimento não necessariamente precisa acontecer em um tempo o local dedicado a isso, como as tradicionais dinâmicas em grupos e workshops. Quando o ambiente respira e abraça o conhecimento contínuo, os colaboradores acabam aprendendo e compartilhando novos entendimentos em um simples e-mail, bate-papo virtual ou presencial ou naquela conversa que acontece no horário de almoço.

Mas claro que a troca também pode e deve também acontecer em outras esferas, estas programadas, como cursos, palestras e outros.

  • Inovação entre os profissionais: com a implementação da aprendizagem organizacional, os colaboradores se sentem mais liberais em compartilhar suas ideias, ou seja, em trazer soluções criativas para a empresa, o que só traz benefícios para o negócio que pode utilizar essas ideias para melhorar seus produtos ou serviços, sua gestão e os demais contextos.

Afinal, como os colaboradores estão mais próximos aos clientes, a tendência deles encontrarem soluções inovadoras que atendam melhor às necessidades dos clientes só aumenta, o que pode ajudar o seu negócio a se tornar ainda mais competitivo no mercado.

Por que a aprendizagem organizacional é importante?

A aprendizagem organizacional é algo tão importante quanto a definição de metas ou a organização dos processos diários, pois, garante que a companhia tenha profissionais competentes, com estratégias atuais e know-how para se manter sempre a frente.

Na realidade, sem um processo de aprendizagem contínua, dificilmente uma companhia se manteria ativa no mercado.

E o motivo disso, é bem simples: tudo está mudando muito rapidamente e é necessário se adaptar a essas transições, de forma ágil e eficaz.

O papel da Educação Corporativa na Aprendizagem Organizacional

A Educação Corporativa pode considerar o uso de novas abordagens, como metodologias ativas, para compartilhar o conhecimento nas empresas e contribuir com a aprendizagem organizacional.

Pensando nisso, a Keeps desenvolve soluções LXP inovadoras para Educação Corporativa, cumprindo um propósito de ajudar as organizações a desenvolver e impulsionar o conhecimento. Nosso objetivo é oferecer um ambiente de aprendizagem ativa, que visa a autonomia dos colaboradores, com uma experiência guiada para resultados.

Além disso, a gestão do tempo e a gestão do conhecimento é facilitada pelo uso da tecnologia, com recursos de inteligência artificial, algoritmos precisos e ciência de dados na educação, utilizando o Learning Analytics. Na prática, significa que os gestores podem acessar relatórios atualizados em tempo real, com todos os resultados do programa de treinamento .

A LXP da Keeps fornece dados personalizados, com desempenho e performance dos colaboradores, tanto individual quanto por curso. A ferramenta gera gráficos que facilitam a compreensão e apresentação dos resultados, além de disponibilizar uma base sólida de dados que sirvam de parâmetro também para mensurar o ROI de T&D.

Visite a nossa página e conheça as nossas plataformas:

Na Keeps, a sua empresa sempre encontra um jeito simples de capacitar.

Perguntas frequentes sobre Aprendizagem Organizacional:

O que é Aprendizagem Organizacional?

Por Aprendizagem Organizacional, entendemos os instrumentos, métodos e procedimentos utilizados para facilitar o ensino-aprendizagem das Universidades Corporativas, com o objetivo de aprimorar as habilidades e o entendimento dos colaboradores.

Quais são os tipos de Aprendizagem Organizacional?

São conhecidas as seguintes formas de Aprendizagem Organizacional:

1. Aprendizagem por experiência: o colaborador aprende com base no que já vivenciou.
2. Aprendizagem por liderança: o aprendizado vem dos gestores e do modo como desempenham suas atividades.
3. Aprendizagem ativa: é a prática individual e direta, onde o colaborador aprende enquanto realiza.
4. Aprendizagem por compartilhamento: aprendizagem geralmente repassada pelos gestores diante de algo que conseguiram aprimorar.
5. Aprendizagem sistêmica: onde todas as etapas do processo são separadas para serem enxergadas com clareza.

Jaya Viana
Redatora, escritora e especialista em Produção em Jornalismo Digital pela PUC Minas. Hoje atuando como Analista de Conteúdo e SEO na Keeps, sendo ainda entusiasta das temáticas sobre RH e T&D, bem como demais conteúdos voltados para a Educação Corporativa.
Continue sua pesquisa
Pesquisar

Está com alguma dúvida? ENTRE EM CONTATO COM A GENTE!

Relacionados

Converse com nossos especialistas

Descubra como nossa plataforma pode transformar sua equipe e impulsionar o crescimento da sua empresa. Agende agora uma demonstração exclusiva e veja como podemos lhe ajudar: